Como Fazer a Lista de Convidados do Casamento

Depois de definir o orçamento do seu casamento, o próximo passo deve ser ter uma ideia da sua lista de convidados.

O dilema de como enxugar a lista de convidados do seu casamento sem causar tensão, continua sendo um dos grandes enigmas do casamento moderno. Compreensivelmente, você quer manter os custos dentro do orçamento, mas também não quer causar uma briga com sua sogra após excluir o namorado de sua ex-colega de trabalho da contagem final. E por falar em número de convidados, você e seu futuro cônjuge provavelmente descobriram que conhecem muito mais pessoas do que imaginavam.

Então, como exatamente você pode reduzir sua lista de convidados para um número razoável (e acessível)? Boas notícias – existem algumas técnicas que você pode usar para fazer isso rapidamente e sem drama. Para ajudá-lo a começar, listamos algumas dicas, além de pessoas que você pode eliminar facilmente da sua planilha de salvar a data.

Veja também: COMO PLANEJAR O ORÇAMENTO DO SEU CASAMENTO

Dilemas comuns da lista de casamento

Ao planejar sua lista, há uma série de perguntas-chave que você deve fazer a si mesmo. Decidir sobre essas questões, imediatamente te farão economizar muito tempo e dinheiro no futuro:  

Você vai convidar os filhos de seus convidados?

Quantos (se houver) de seus colegas você convidará?

Todos os convidados devem receber um plus-one ou apenas alguns selecionados?

Quantos convidados seus pais poderão convidar?

Quantos convidados você vai convidar para a parte pós-festa do casamento?

Estabelecendo “Regras” da Lista de Convidados

As regras comuns usadas pelos casais para selecionar sua lista de convidados podem ser as seguintes:

Não são permitidas crianças

Plus-ones* apenas para aqueles em relacionamentos de longo prazo, ou seja, mais de 1 ano, coabitando, noivos ou casados.

Restringir o número de amigos que seus pais podem convidar

*acompanhante, pessoa a mais

Perguntas essenciais da lista de convidados a serem feitas

Para aliviar a tensão e minimizar sua lista, considere estas perguntas a serem feitas em relação a cada convidado em potencial:

A pessoa conheceu meu noivo e eu?

A pessoa fará parte do próximo capítulo da minha vida que inclui meu noivo?

(Se for um parente) Eu vi ou falei com esse parente nos últimos três anos?

(Se for acompanhante) O casal é casado, noivo ou mora junto?

Com essas perguntas, você deve conseguir reduzir com sucesso sua lista de convidados de casamento essencial e ideal!

Dicas para fazer sua lista de convidados

Se você está sobrecarregado com a grande tarefa de fazer uma lista de convidados, aqui estão algumas dicas para simplificar o processo de tomada de decisão.

Quantos cada um convida?

Comece definindo sua contagem total de convidados e depois divida entre vocês, seus pais e seus futuros sogros. Sugerimos duas opções de divisão: 

  1. Dê terços iguais para você e seu noivo, seus pais e os pais dele. Ou
  2. Mantenha 50 por cento como casal e atribua 25 por cento para seus pais e 25 por cento para os pais do cônjuge (Isso se eles estiveram ajudando no orçamento. Se você está pagando a conta sozinha, você pode tranquilamente limitar o número destinado a cada conjunto de pais. 

convidados “por tabela”

Existem pessoas que talvez não façam parte dos seus amigos e você precise convidar. Você deve perguntar se o celebrante pretende levar seu cônjuge, lembre-se dos pais das crianças que faram parte do cortejo do seu casamento e o cônjuge ou parceiro de cada convidado.

Adicione “Plus-Ones” de forma consistente

Seus amigos estão em vários estágios de relacionamentos, então onde você traça a linha? A sugestão é fazer uma regra clara e rápida. Por exemplo, se um casal está namorando há seis meses ou mais, os dois recebem um único convite e, se não, o parceiro não deve ser incluído; e você tem que decidir se convida individualmente ou não.

Crie uma política infantil

Existem pessoas que preferem não convidar as crianças, (e essa é uma polêmica que trataremos nessa postagem) .Se você está pedindo aos pais que  deixem seus filhos em casa , seja claro. Por exemplo: “Recomendo um limite de idade, apenas crianças com mais de 14 anos são convidadas”. 

Nota: qualquer exceção a esta regra deve ser explicada às partes incluídas antes do grande dia.

Lembre-se da reciprocidade

Se você foi ao casamento de uma amiga nos últimos 12 meses e não pretende convidá-la, converse com ela sobre seu evento ser de tamanho diferente (e especialmente se você estiver convidando amigos em comum). Explique sua situação; ela vai entender.

Esqueça a lista B

Pelo amor de Deus! Não é uma boa ideia colocar pessoas numa lista reserva (se alguém desistir eu chamo). Seus amigos saberão que estão em segundo plano e os sentimentos serão feridos. Além disso, não há motivo para aumentar seu número de convidados se isso vai afetar seu orçamento.

Defina um prazo

Se você não receber uma resposta de alguém até a data indicada no seu convite, ligue. Seu fornecedor precisa saber – você precisa saber!

Pessoas para riscar sua lista de convidados

Precisa reduzir sua lista de convidados? Aqui estão algumas pessoas que você pode cortar agora. Sem pensar duas vezes!

Membros da Família 

Se você não fala com alguns de seus parentes há anos, não se sinta obrigado a convidá-los para o seu casamento. Lembre-se, seu casamento é uma celebração para você e para a pessoa com quem vai se casar e sua família imediata; não é um churrascão de família. Não se sinta obrigado a estender um convite a todos em sua árvore genealógica.

Amigos que você não ouve há anos

Se você espera resgatar algumas de suas amizades com pessoas das quais se separou ou com quem não fala mais com frequência, pode se sentir inclinado a convidá-las para o seu casamento para isso acontecer. Mas entre se misturar com todos os seus outros convidados e espremer algum tempo a sós com seu cônjuge, seu casamento é um evento muito ocupado para tentar reacender relacionamentos.

Amigos de trabalho

Só porque você divide um cubículo com uma pessoa no trabalho ou almoça com ela ocasionalmente, não significa que ela tenha que fazer parte de sua lista de convidados – especialmente se você estiver mantendo seu casamento no baixo orçamento. Em vez disso, planeje um happy hour de trabalho para comemorar.

Convites de casamento de muito tempo atrás

Se você tem alguém em sua lista de convidados que você está convidando apenas porque eles o convidaram para o próprio casamento deles anos atrás, faça um favor a si mesmo e risque-os. A menos que eles ainda sejam grandes amigos seus, não há obrigação de convidá-los para sua festa.

Vizinhos

Eles podem morar perto de você, mas sua proximidade não significa comprar o jantar para eles no seu grande dia. A menos que você seja super amigável com eles regularmente, não se sinta obrigado. Se você está preocupado que pode ser estranho não convidá-los, ou você sente que precisa reconhecer o elefante na sala de passagem, apenas informe-os que você queria manter a comemoração pequena.

Amigos com “antecedentes”

Se você tem aquele amigo conhecido como convidado de casamento rebelde ou está sempre sendo expulso de bares e clubes, considere cortá-los da sua lista.

Se eles são indispensáveis ​​na lista de convidados, certifique-se de esclarecer as regras básicas antes do casamento (ou contrate segurança extra que possa intervir se for necessário).

Filhos da família e amigos

Uma maneira rápida de minimizar sua lista de convidados é tornar seu casamento apenas para adultos. Você terá que dar a notícia gentilmente às mães e pais, convidando-os a olhar para o seu casamento como um momento em que podem chutar o balde e desfrutar de uma noite sem crianças.

Plus-Ones que você nunca conheceu

Você não precisa dar a nenhum de seus convidados um convite para acompanhante que não esteja em um relacionamento. E se eles pretendem levar alguém – e você nunca conheceu a pessoa – você não deve se sentir obrigado, a menos, é claro, que seja o namorado da sua melhor amiga que mora do outro lado do país e a logística é a única razão para a falta de encontro.

Amigos de seus pais ou sogros que você nunca conheceu

Você não pode evitar o fato de que ambos os grupos de pais vão querer escrever sua própria lista de convidados (especialmente se eles estiverem ajudando a pagar a conta), mas estabeleça limites se for um membro do círculo social que você nunca tenha  encontrado antes. Apenas saiba que algumas circunstâncias, como o parceiro de negócios de seu sogro, podem justificar uma exceção com base na natureza do relacionamento.

Não se culpe

Provavelmente será difícil não convidar pessoas que você realmente ama, mas se você optar por se aprofundar um pouco mais e fazer as perguntas de forma um pouco mais crítica, poderá chegar a um tamanho de lista de convidados que se adapte à sua visão e ao seu orçamento!

No final das contas, seu casamento é um dia para você e seu parceiro celebrarem um novo começo em suas vidas. As únicas pessoas que você tecnicamente precisa são vocês dois e uma testemunha/oficial. Todos os outros são apenas um bônus adicional.

Além disso, lembre-se, como noiva, não é seu trabalho agradar a todos. Na verdade, simplesmente não é possível. Se você planeja o casamento que vocês dois querem ter, que se encaixa em seus valores e visão, com certeza você vai gostar, não importa quantas pessoas participem.

Se mesmo assim você ainda se sentir insegura, pode dizer algo como “Em uma situação ideal, convidaríamos todos que conhecemos e amamos, mas infelizmente nosso orçamento não permite isso”. Não importa o motivo da sua lista de convidados limitada, apenas explique gentilmente. Você também pode deixar claro que está honrado por eles quererem participar. As pessoas que realmente amam e apoiam você, respeitarão sua decisão!

Via

Via